20
mai
Léo e Bia – Oswaldo Montenegro

 

Olá meninas

Sexta feira passada fui no show do Oswaldo Montenegro aqui na minha cidade, show que aconteceu durante a Bienal do Livro.

Eu acho Oswaldo Montenegro simplesmente incrível, um poeta, e sua voz mansa e calma me encanta. Quis compartilhar com vocês uma das minhas músicas preferidas dele. Nesse vídeo tem a participação de Zeca Baleiro.

Léo e Bia

No centro de um planalto vazio
Como se fosse em qualquer lugar
Como se a vida fosse um perigo
Como se houvesse faca no ar
Como se fosse urgente e preciso
Como é preciso desabafar
Qualquer maneira de amar varia
E Léo e Bia souberam amar
Como se não fosse tão longe
Brasília de Belém do Pará
Como castelos nascem dos sonhos
Pra no real, achar seu lugar
Como se faz com todo cuidado
A pipa que precisa voar
Cuidar de amor exige mestria
E Léo e Bia souberam amar

O primeiro filme de Oswaldo Montenegro: Léo e Bia

Consagrado pelos críticos, o filme que recebeu dois prêmios em sua primeira exibição no Festival de Cinema Cine PE 2010: melhor atriz (Paloma Duarte) e melhor trilha sonora (Oswaldo Montenegro), “Léo e Bia”, foi o primeiro trabalho como roteirista, diretor e produtor de cinema do cantor e compositor Oswaldo Montenegro, que adaptou para as telas a história do seu musical homônimo, sucesso dos palcos na década de 80, e visto por mais de 500 mil pessoas.

Ficção com base autobiográfica, a produção foi rodada no Rio de Janeiro ao longo de dez dias, após uma jornada de cinco meses de ensaios com o elenco e um mês de experimentação com movimentos de câmera. Tudo feito com recursos próprios e sem qualquer patrocínio. O filme se passa em um cenário único: a sala de ensaios de um grupo de jovens atores.

Utilizando-se de metáforas e simbolismos, Montenegro cria a sua estética e linguagem no cinema. Produz cenários, lugares e sensações sem tirar os atores um só minuto de dentro do estúdio. Não há objetos, utensílios e o mais interessante, o público não sente falta.

Léo e Bia conta a história de sete jovens que, em Brasília, no auge da ditadura militar, resolvem viver de arte. Era 1973 e o Brasil assistia, então, a repressão se tornar cruel com quem ousasse sonhar.

Em paralelo à repressão política, a mãe de Bia (Françoise Forton), “adoece”. E em sua desvairada obsessão pela filha Bia (Fernanda Nobre), oprime-a cruelmente. Soma-se à atmosfera opressora, a aridez cultural de Brasília.

Paloma Duarte, que recebeu o prêmio de MELHOR ATRIZ no festival, faz Marina, personagem que narra toda a história e é inspirado na flautista Madalena Salles, amiga-parceira profissional (de todos os projetos) há mais de trinta e cinco anos de Montenegro.

Na trilha sonora, também premiada, cantam músicas de Oswaldo Montenegro: Ney Matogrosso, Zélia Duncan, Zé Ramalho, Glória Pires, Sandra de Sá e Paulinho Moska.

Fonte: www.oswaldomontenegro.com.br

Vamos assistir ao filme? Vocês vão amar. Ah, tem uma crítica incrível aqui. Vale a pena ler também.

Bjos minhas Belinhas  [legal]




2



21
mar
Música: Aquela dos 30 – Sandy
Categorias: Músicas

 

Oi meninas

Podem me julgar (eu aguento) mas eu amo a Sandy  [:D]

Tem gente que pensa que eu não tive infância, que sou uma velha boba, mas gente, eu a Sandy somos quase da mesma idade, eu a vi crescer junto comigo, e a medida que ela foi crescendo, fui me identificando muito com ela, e por isso sou fã até hoje.

Essa música não é nova, mas vale um post. Quem aí tem 30 levanta a mão  [yeah] [yeah] [yeah] [yeah]

Hoje já é quinta-feira
E eu já tenho quase 30
Acabou a brincadeira
E aumentou em mim a pressa
De ser tudo que eu queria e ter
Mais tempo pra me exercer

Tenho sonhos adolescentes
Mas as costas doem
Sou jovem pra ser velha
E velha pra ser jovem
Tenho discos de 87
E de 2009
Sou jovem pra ser velha
E velha pra ser jovem

Hoje já é quinta-feira
E há pouco eu tinha quase 20
Tantos planos eu fazia
E eu achava que em 10 anos
Viveria uma vida
E não me faltaria tanto pra ver

Tenho sonhos adolescentes
Mas as costas doem
Sou jovem pra ser velha
E velha pra ser jovem
Tenho discos de 87
E de 2009
Sou jovem pra ser velha
E velha pra ser jovem

Tempo falta
E me faz tanta falta
Preciso de um tempo maior
Que a vida que eu não tenho toda pela frente
E do tamanho do que a alma sente

Tenho sonhos adolescentes
Mas as costas doem
Sou jovem pra ser velha
E velha pra ser jovem
Tenho discos de 87
E de 2009
Sou jovem pra ser velha
E velha pra ser jovem

Tenho sonhos adolescentes
Mas as costas doem
Sou jovem pra ser velha
E velha pra ser jovem
Dou valor ao que a alma sente
Mas já curti Bon Jovi
Sou jovem pra ser velha
E velha pra ser jovem

Já é quase meia-noite
Quase sexta-feira
E me falta tanto ainda

 

 




0



16
jan
Música: Corre – Boyce Avenue
Categorias: Músicas

 

Olá meninas

Eu não tinha nenhum post programado para hoje, mas estou aqui no trabalho e ouvi com mais atenção essa música do Boyce Avenue, e tive que compartilhar com vocês.

Essa música não é deles, e sim de Jesse e Joy, mas vocês sabem que eu amo todos os covers do Boyce Avenue, e com esse não foi diferente.

Vale a pena parar um pouquinho e ouvir essa música linda e triste, com letra incrível. Assistam e cantem comigo.

Corre – Boyce Avenue

Me miras diferente
Me abrazas y no siento tu calor
Te digo lo que siento
Me interrumpes y terminas la oración
Siempre tienes la razón


Libreto de siempre
Tan predecible
Ya
Ya me lo sé

Así que
Corre,corre,corre,corazón
De los dos tú siempre fuiste el más veloz
Toma todo lo que quieras
Pero vete ya
Que mis lágrimas jamás te voy a dar
Así que
Corre como siempre,no mire atrás
Los has hecho ya,
Y la verdad me da igual

Ya viví esta escena
Y con mucha pena
Te digo no
Conmigo no

Di lo que podía
Pero a media puerta se quedó
Mi corazón


Libreto de siempre
Tan repetido
Ya no
No te queda bien

Así que
Corre,corre,corre,corazón
De los dos tú siempre fuiste el más veloz
Toma todo lo que quieras
Pero vete ya
Que mis lágrimas jamás te voy a dar
Así que
Corre como siempre,no mire atrás
Los has hecho ya
Y la verdad me da igual


El perro de siempre
Los mismos trucos
Ya
Ya me lo sé

Así que
Corre,corre, corre,corazón
De los dos tú siempre fuiste el más veloz
Toma todo lo que quieras
Pero vete ya
Que mis lágrimas jamás te voy a dar

Han sido tantas despedidas que en verdad
Dedicarte un verso más está de más
Así que,
Corre como siempre, que no iré detrás

Los has hecho ya
Y la verdad me da igual
Los has hecho ya
Y la verdad me da igual
Los has hecho ya
Pero al final me da igual

Bjos [kiss]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


2





(c) Copyright 2012 - Bella Make - todos os direitos reservados